UFRPE demite 122 terceirizados


A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) confirmou, nesta sexta-feira (17), o encerramento de 122 contratos de terceirizados. A contenção faz parte dos efeitos do contingenciamento de 30% da verba anunciada para o ano. Foram demitidos funcionários de serviços como segurança, manutenção, limpeza e cuidados com os animais. Apesar de apenas a UFRPE ter realizado cortes de empregos, a expectativa é que todas as instituições federais de ensino realizem demissões. O total de contratos que podem ser cortados na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Universidade do Vale do São Francisco (Univasf) e UFRPE chegam a 3,5 mil. Na última quarta-feira (15), milhares de pessoas caminharam pelo centro do Recife em protesto contra o contingenciamento realizado pelo governo Bolsonaro. O ato marcou a presença, entre outras pessoas, do reitor da UFPE. Segundo o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, o instituição tem 1,5 mil terceirizados que não conseguiriam garantir seus postos de trabalho após o não-repasse de verbas.

Fonte: Leia Já