Abertura do Carnaval do Recife 2019 emociona multidão no Marco Zero


O Carnaval do Recife 2019 estreou em grande estilo e mostrou mais uma vez o motivo do título de Verdadeiro Carnaval de Rua do Brasil. O espetáculo Carnaval de Todo Mundo, que marcou a grande abertura foi uma grande celebração da diversidade de estilos, ritmos e expressões da cultura recifense. O espetáculo que celebrou os ritmos da preferia da cidade, teve a presença especial de jovens dançarinos de várias comunidades do Recife e também de frequentadores do  Compaz, que  formaram um grande balé que emocionou a multidão presente no Marco Zero. O prefeito Geraldo Julio, acompanhado da primeira-dama Cristina Mello e do governador Paulo Câmara, prestigiou a abertura oficial que também contou com samba de primeira nas apresentações dos dois homenageados do carnaval, Belo Xis e Gerlane Lops, além do Maestro Forró, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério e convidados.
O prefeito Geraldo Julio falou, na noite de abertura de Carnaval, sobre a expectativa para os dias de folia no Recife. “É uma grande noite abrindo o Carnaval que está preparado para acontecer em toda a cidade. São 45 polos, 2.700 apresentações até a terça-feira. A partir de agora é o folião quem faz o Carnaval do Recife. Nós organizamos e preparamos tudo, também com o apoio do Governo do Estado, com uma parceria muito forte, e agora cabe ao folião fazer o maior e melhor carnaval de rua do Brasil”, afirmou o prefeito Geraldo Julio.
No palco, depois do clássico toque dos clarins, anunciando o início da festa, o público vibrou com o espetáculo O Carnaval de Todo Mundo, com shows e apresentações que celebraram o frevo, o samba e a arte que nasce da periferia do Recife, como uma turma do passinho e do brega, mostrando a grande caldeirão cultural que é a marca da capital pernambucana. O elenco contou com 100 bailarinos e músicos que participarão divididos em seis cenas, com participações de pesoas com deficiência, garis, e também  alunos das duas unidades do Compaz, Alto de Santa Terezinha e Cordeiro, além do Coral Voz Nagô, César Michilles, DJ Tiago Pinheiro, Cajú e Castanha, Michele Melo, Kelvis Duran, Zé Brown, DJ Big, Bruninho, Gigantes do Samba, Transversal Frevo Orquestra entre outros grandes nomes do cenário musica pernambucana.
“Essa abertura contempla a variedade de ritmos e danças da periferia, provocando nos bailarinos e no público o sentimento de protagonista, a cidade é a grande protagonista, não só um artista, mas todos que fazem a arte resistir. Todo o processo foi de autoria conjunta, construção conjunta, onde todos são criadores, coautores. O carnaval é isso, a junção de tudo, união de tudo, que faz a cidade ser o que é”, declarou Dielson Pessôa, diretor artístico do espetáculo “O Carnaval de Todo Mundo”
Encerrando a noite com maestria, Gerlane Lops, Maestro Forró e a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério e Belo Xis se apresentam, com muito samba e frevo, mostrando ao folião que a cidade tem raízes dos mais variados ritmos. O público emocionado, cantou e vibrou junto com os artistas e quem esteve presente garantiu, “não teve abertura igual”.
“Nunca presenciei uma abertura tão linda e emocionante como essa. Me arrepiei por ver jovens no palco, por ver tanta vibração, tantos ritmos. Por reconhecer também coisas que escuto onde eu moro, por ver os garis subindo no palco para frevar junto com todo mundo. Isso sim é um carnaval democrático”, comentou Ana Luíza, manicure que mora no bairro da Mustardinha, que esteve presente na abertura da folia desde cedo, acompanhada de uma amiga e sua tia. Com informações da PCR.